Suzanne Collins divulga sua carta de adeus para "Jogos Vorazes" + Ouça música de Jennifer Lawrence para o filme

domingo, 29 de novembro de 2015

Depois de quatro filmes, a franquia de "Jogos Vorazes" chega ao fim, e não é uma notícia ruim só para nós fãs, é também para a escritora da trilogia, Suazanne Collins. A escritora, que revelo que não haverá continuação da saga, escreveu uma carta se despedindo da franquia. Confira:

CARTA PARA JOGOS VORAZES

Depois de ter passado a última década em Panem, é hora de passar para outras terras. Mas antes de eu fazer isso, eu gostaria de dizer um enorme ‘obrigada’ a todos que se associaram com esta franquia. Estou muito feliz com como as quatro produções, que foram fiéis aos livros e inovadores em sua proposta, conseguiram dar vida àquele mundo nas telas.

Eu uma carta anterior, eu agradeci ao diretor Gary Ross pela sua incrível representação do primeiro livro, mas agora eu me dirijo ao Francis Lawrence, que governou tão incrivelmente o resto da franquia. Criar três sucessos de bilheteria em três anos é uma façanha incrível. Mas eu duvido que muitos consigam fazer isso com o mesmo comprometimento que ele. Obrigada, Francis, por aparecer, ficar, sempre me ouvir e por sempre trazer seu talento a estes filmes.

Billy Ray, Gary Ross, Simon Beaufoy, Michael Arndt, Danny Strong e Peter Craig, todos escritores talentosos, obrigada por compartilharem suas canetas, cérebros, e suas riquezas de experiência enquanto nós transformamos três livros em quatro roteiros. Um roteiro é muito diferente de um romance, e foi um prazer e um aprendizado trabalhar com vocês enquanto vocês teciam sua mágica.

Não existe Jogos Vorazes sem a Katniss. Eu esperava por alguém bom o suficiente, e eu consegui alguém que excedeu todas as minhas expectativas.

Jennifer Lawrence, sua profundidade emocional, sua presença iluminada e poder de levar essa história: eu sempre serei grata a você por ter aberto a porta e permitido que tudo isso entrasse na sua vida. E para o resto do elenco, se eu tivesse a chance, quem eu iria substituir nesses filmes? Ninguém. Eu não acho que existe um elo fraco nesta extraordinária corrente. Eu ainda não acredito que metade de vocês embarcaram nessa jornada. Vocês me surpreenderam com a capacidade de trazer a humanidaden nestes personagens por baixo de perucas extravagantes, enquanto lutavam com bestantes, injetados com soro rastreador, travando guerras e muito mais. Obrigada por se voluntariarem aos Jogos e por darem vida a estes personagens com tanta textura, cor, humor e dor.

Muito obrigada ao nosso designer de produção, Phil Messina, e a todos os designers que ajudaram. Foi um prazer ver vocês moldarem e expandirem o mundo de Panem, seja trabalhando à mão ou pelo computador. Desde o excesso da Capital, até a multidão do Distrito 13 e as cenas das guerras civis, vocês fizeram tudo com detalhes fabulosos, elementos díspares em uma realidade coesiva. E ao compositor James Newton Howard, pela sua partitura incrível da franquia, que refletiu o coração da história.

Para os meus produtores, Nina Jacobson da Color Foce, que esteve lá desde o começo, e Jon Kilik, que se juntou à nós logo em seguida, obrigada a ambos por trazerem sua dedicação, energia e talentos para este grande projeto. Eu não consigo dizer o quão grata eu estou por vocês e pelo excelente time da Lionsgate por protegerem este trabalho, por não desistirem nos momentos difíceis, e por permitirem que os temas e a narrativa dos livros acontecessem do jeito que foram concebidos.

E uma sincera apreciação ao Tim Palen pela sua incrível campanha de marketing, Julie Fontaine pela sua relação com o público, e toda a gangue na Lionsgate por, incansavelmente, apresentar a franquia para uma audiência global.

Milhares de pessoas de pessoas trabalharam nestes filmes de várias maneiras, preparando, gravando, na pós-produção e promovendo. Por favor, qualquer um lendo isto, tire um momento para assistir os créditos e ver a enorme colaboração e esforço que acontece em uma franquia.

Para mim, a trilogia de Jogos Vorazes é parte de um objetivo maior de introduzir ideias e teorias sobre guerra para o público jovem, mas uma audiência muito maior e mais diversificada apareceu junto com os filmes e o crédito disso vai para todos que contribuíram com o projeto.

Finalmente, para todos os leitores e espectadores que acompanharam Katniss em sua jornada, muito obrigada por terem um papel em Jogos Vorazes, vocês são uma parte vital da experiência.

Que a sorte esteja sempre a seu favor.

– Suzanne Collins

Todos choramos!! Recentemente, foi divulgado uma música em que a atriz Jennifer Lawrence cantou ao filme "Jogos Vorazes: A Esperança - Parte I". Sim, além de arrasar como atriz, ela também tem um talento na voz, ouça "Deep in the Meadow":

Nenhum comentário:

Postar um comentário